Fazenda Sonho e Realidade

Texel

Fácil adaptação aos vários tipos de solo, climas e pastagens, podendo inclusive ser explorada juntamente com a criação de bovinos.

Conheça mais sobre a raça texel

  • Origem

    A raça Texel é originária da ilha de mesmo nome, na Holanda, cujo solo é em sua maioria arenoso, sendo em parte acima e em parte abaixo do nível do mar.

    A vegetação era muito pobre e os antigos ovinos aí existentes eram tardios, de pouco desenvolvimento, pequenos, não eram prolíferos, de velo leve, lã de mediana qualidade, entretanto a sua carne era magra e saborosa. Em fins do século XIX e início do século XX a ovinocultura da ilha começou a sofrer modificações, graças ao emprego cada vez maior de adubação nos solos da ilha, o que resultou melhores pastagens e com isso a alimentação dos ovinos melhorou muito.

    Por esta mesma época os criadores passaram a cruzar as antigas ovelhas locais com carneiros de raças inglesas (segundo a tradição oral da região), provavelmente foram utilizados reprodutores Leicester, Border Leicester e Lincoln, sendo que também é provável que tenham feito algum uso de carneiros Southdow, Hampshire e Wensleydale, entretanto, de todas as raças utilizadas parece que a Lincoln é a que mais influenciou na formação do Texel.

    Depois de certo tempo de experiência de cruzamentos os criadores voltaram a utilizar os reprodutores puros da antiga raça da ilha, graças ao melhoramento da alimentação e mais especialmente ao trabalho bem orientado de um grupo de ovinocultores, que entre outros procedimentos empregaram um bem adequado método de seleção, surgiu na ilha uma nova raça Texel tal como conhecemos atualmente.

  • Caracteristicas

    Ovino de tamanho médio tendendo para grande, muito compacto, com massas musculares volumosas e arredondadas, constituição robusta evidenciando vigor, vivacidade e uma aptidão predominantemente carniceira. Atualmente é considerada uma raça de carne e lã e apresenta uma carcaça de ótima qualidade e bom peso, ainda sendo capaz de produzir apreciável quantidade de lã.

  • Outras Informações
    • Rústica e sóbria, produzindo bem no sistema extensivo e semi-intensivo.
    • Produz uma ótima carcaça, com gordura muito reduzida.
    • Precoce, em condições de pastagens (com 30 a 90 dias de idade), os cordeiros machos tem ganhos de peso médio diário de 300 gramas e as fêmeas de 275 gramas. Aos 70 dias de idade machos bem formados atingem 27 Kg e as fêmeas 23 Kg.
    • Prolífera, pois atinge índices de nascimento de 160%, tendo atingido na França índices de 190 até 200
Abrir conversa.
Podemos Ajudar?