Fazenda Sonho e Realidade

Devon

Docilidade, rusticidade e muita habilidade materna. Animais precoces e com carnes de ótima qualidade.

Conheça mais sobre a raça Devon

  • Origem

    O Devon é uma das raças mais antigas do Reino Unido, sendo uma raça originária do sudoeste da Inglaterra. A raça tem mudado consideravelmente nos últimos 100 anos, embora, muitos dos animais registrados são descendentes diretos dos primeiros animais registrados no primeiro Livro Genealógico, publicado em 1850, o qual pertencia a famílias que já criavam Devon há 150 anos.

    No século XIX, o Devon foi cruzado com o Zebu visando a formação de raças adaptadas ao clima tropical. Essas raças são Jamaica Red, Bravon, Makaweli e Santa Gabriela. Esta, por sua vez, está sendo usada para melhorar algumas raças bovinas japonesas.

    O Devon tem provado ser tolerante a climas quentes, sendo hoje criado extensivamente na Austrália, Nova Zelândia, USA, Brasil e Jamaica. Esta habilidade em tolerar bem o calor tem encorajado alguns pesquisadores a imaginar uma possível relação entre o Devon e o gado indiano levado ao sudoeste da Inglaterra há muito tempo.

    No Brasil, foi Joaquim Francisco de Assis Brasil (1857-1938), quem importou do Uruguai em 1906, as primeiras quarenta novilhas Devon, da Cabanha Lorraine do Dr. G.J. French, do Uruguai, e mais tarde importou outros animais diretamente da Inglaterra. Foram enviados para a sua Estância em Pedras Altas e depois para Alegrete, ambas no Rio Grande do Sul.

    Com a vinda destes animais para o Brasil, logo notou-se tamanha rusticidade, precocidade, grande capacidade de conversão de pastos pobres em carne de alta qualidade e grande fertilidade. Além do mais, reprodutores prolíficos, vacas consideradas mães por excelência e bezerros mais precoces, de rápido apronte.

  • Caracteristicas

    A pele pigmentada de amarelo alaranjado, e a pigmentação escura nos olhos são um considerável recurso nos climas tropicais, na qual a pigmentação da pele também protege o úbere da perigosa radiação solar.

    A raça é muito resistente e as fêmeas não apresentam problemas de fertilidade ou parição. Suporta o frio e a umidade, mantendo-se bem nas pastagens fracas e fibrosas de seu habitat. O nome da raça indica sua procedência do oeste, mas a experiência demonstra cabalmente que pode ser ambientar em outras zonas, tanto no Reino Unido como em outros países.

    Durante os muitos anos de experiências nas quais os adeptos de outras raças visavam ao aumento do tamanho dos animais, a Devon se manteve como gado de porte médio e, agora, com a maior procura pelos animais de fácil adaptabilidade ao sistema de criação extensivo, começa a se espalhar por todo o país.

    Ultimamente este gado tem sido muito utilizado para cruzamentos com raças zebuínas, formação da raça sintética BRAVON, ou mesmo com as européias, apresentando bons resultados em ambos os casos. Isto vem ocorrendo tanto pela grande capacidade de ganho de peso dos touros, mesmo em condições de pastagens, quanto pela lactação das vacas, tidas como mães por excelência.

    Criado de forma pura ou cruzado com outras raças, o Devon apresenta rápido apronte e excelente rendimento de carne. Sua capacidade de conversão alimentar e de produção de carne de qualidade estão entre as melhores do mundo, sendo suas características mais marcantes a rusticidade, fertilidade, habilidade materna, precocidade e docilidade, condições que transmite com eficiência nos sistemas de cruzamento.

    Os reprodutores se destacam pela rusticidade e eficiência. A alta capacidade de serviço aliada ao grande poder de conversão de pastos em carne de qualidade, confere a ele grande potencial para cruzamentos em qualquer região do Brasil. As vacas são rústicas, prolíficas e dotadas de alta capacidade leiteira. Comparada às raças de corte, são tidas como de grande lactação, embora o gado Devon não seja explorado para produção leiteira.

    Há alguns decênios, o gado Devon era muito utilizado por sua capacidade de trabalho e conserva, por isso, até hoje, a mansidão. Responde muito bem a uma boa alimentação, e é muito utilizado em confinamento para produzir carne de primeira qualidade, bem marmorizada, de fibra fina e sabor especial nas peças menores.

  • Nossa História na raça

    A História da Fazenda Sonho e Realidade com a raça Devon iniciou no ano de 2013, quando foram adquiridas as primeiras matrizes puras da raça. Optamos pela raça Devon, buscando animais precoces, com ótima qualidade de carne, além da docilidade, rusticidade e muita habilidade materna.

    Desde quando iniciamos, seguimos investindo cada vez mais na ampliação do plantel de animais da raça, bem como optando sempre pelas melhores opções genéticas disponíveis no mercado. Reconhecimento disto foi a premiação que recebemos na Expointer, em Esteio (RS), da ANC (Associação Nacional de Criadores - HerdBook Collares): 1º Prêmio de Difusão Genética Nacional da Raça Devon, onde uma de nossas doadoras registrou o maior número de filhos, no ano de 2018, com 11 animais.

    Nos últimos leilões promovidos pela Sonho e Realidade, alguns animais da raça Devon vem se destacando, como por exemplo no 16º Leilão, realizado em agosto de 2020, na qual um reprodutor da raça Devon foi o mais valorizado do Leilão, dentre todos os reprodutores de todas as raças.

  • Outras Informações

    O reprodutor Devon transmite:

    • Fertilidade
    • Capacidade leiteira
    • Habilidade materna
    • Longevidade
    • Habilidade na conversão alimentar
    • Docilidade
    • Rusticidade (adaptação a qualquer clima e qualquer altitude)
    • Conformação de carcaça

    O reprodutor gera um terneiro:

    • Com maior resistência a doenças
    • Pequeno tamanho ao nascer, não oferecendo problemas de parto
    • Dócil
    • Hábil na conversão alimentar (menor quantidade de pasto ou grãos consumidos por kg de carne produzida)
Abrir conversa.
Podemos Ajudar?